Índice que monitora preço de commodities sobe 4,97% em fevereiro

O Índice de Commodities Brasil (IC-Br), que acompanha os preços das commodities (produtos primários com cotação internacional), registrou, em fevereiro, alta de 4,97%, na comparação com janeiro. Como no mês passado o IC-Br havia registrado recuo de 5,14%, nos dois primeiros meses do ano, há queda acumulada de 0,42%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (04.03) pelo Banco Central (BC).

O Índice de Commodities Brasil (IC-Br), que acompanha os preços das commodities (produtos primários com cotação internacional), registrou, em fevereiro, alta de 4,97%, na comparação com janeiro. Como no mês passado o IC-Br havia registrado recuo de 5,14%, nos dois primeiros meses do ano, há queda acumulada de 0,42%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (04.03) pelo Banco Central (BC).

O IC-Br é calculado com base na variação dos preços de produtos primários negociados no exterior. Para isso, o BC observa os produtos relevantes para a dinâmica dos preços ao consumidor no Brasil.

No mês passado, o segmento de energia (petróleo, gás natural e carvão) foi o principal responsável pela alta de preços, com elevação de 18,35% no mês. O segmento de metal (alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo e níquel) também registrou alta de 4,19%.

O segmento agropecuário (carne de boi, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café, arroz e carne de porco) teve elevação de 3,33% no índice de commodities. Os três segmentos reverteram a situação de janeiro, quando todos haviam apresentado queda em relação a dezembro.

O Índice Internacional de Preços de Commodities (CRB), calculado pelo Commodity Research Bureau, registrou alta de 4,75% em fevereiro e de 0,57% no acumulado do ano.

Agência Brasil
Autor: Mariana Branco
http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2015-03/indice-que-monitora-preco-de-commodities-sobe-497-em-fevereiro

Voltar