Custos de produção de frangos de corte e de suínos permanecem praticamente estáveis em abril

Os custos de produção de frangos de corte e de suínos calculados pela Embrapa fecharam o mês de abril com pequena variação em relação ao período anterior. O ICPFrango/Embrapa ficou em 174,92 pontos, uma redução de 0,15% em relação ao mês de março. Em 2015, o índice está praticamente estável, com ligeira baixa de 0,01%. Já o ICPSuíno/Embrapa foi de 176,39 pontos, uma redução de 0,42%. No ano, o índice aponta alta de 0,90%.

Os custos de produção de frangos de corte e de suínos calculados pela Embrapa fecharam o mês de abril com pequena variação em relação ao período anterior. O ICPFrango/Embrapa ficou em 174,92 pontos, uma redução de 0,15% em relação ao mês de março. Em 2015, o índice está praticamente estável, com ligeira baixa de 0,01%. Já o ICPSuíno/Embrapa foi de 176,39 pontos, uma redução de 0,42%. No ano, o índice aponta alta de 0,90%.

Os índices são da CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos (www.cnpsa.embrapa.br/cias) da Embrapa Suínos e Aves de Concórdia (SC), unidade descentralizada da empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A análise detalhada e os números mês a mês, incluindo os custos de produção dos principais Estados produtores do país, também estão no site da CIAS, clicando em "custos de produção" no menu principal.

Os índices de custos de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e da Conab. O ICPFrango/Embrapa é referente aos custos de produção no Paraná, maior produtor de frangos do país, para o aviário tipo climatizado em pressão positiva, modelo referencial de produção. Já o ICPSuíno/Embrapa é obtido a partir de resultados de custos da produção de suínos em sistema tipo “ciclo completo” em Santa Catarina, maior produtor nacional.

Embrapa Suínos e Aves
Autor: Lucas Scherer Cardoso
http://www.cnpsa.embrapa.br/cias/

Voltar