Expectativas para o mercado de leite em curto e médio prazos

O preço do leite subiu 2,3% no pagamento de junho, referente à produção entregue em maio. Segundo levantamento da Scot Consultoria, considerando a média nacional, o produtor recebeu R$0,95 por litro.

O preço do leite subiu 2,3% no pagamento de junho, referente à produção entregue em maio. Segundo levantamento da Scot Consultoria, considerando a média nacional, o produtor recebeu R$0,95 por litro.

Desde fevereiro, o preço do leite subiu 7,4%.

Apesar do aumento nos últimos meses, o produtor está recebendo 3,9% menos, em valores nominais, em relação a igual mês do ano passado.

A oferta mais ajustada, com a entressafra no Brasil Central e região Sudeste, mantém a firmeza dos preços na ponta produtora.

Para o pagamento de julho (produção de junho), 57,0% dos laticínios pesquisados acreditam em alta dos preços, 40,0% em manutenção e os 3,0% restantes falam em queda nas cotações.

Para as indústrias que trabalham com cenário de alta, os aumentos deverão ser mais comedidos em curto prazo.

Levando em conta o aumento da produção na região Sul do país e em algumas importantes bacias leiteiras em Minas Gerais e a menor demanda por leite e derivados este ano, o movimento de alta deve começar a perder força em curto e médio prazos.

Scot Consultoria
Autor: Rafael Ribeiro de Lima Filho
https://www.scotconsultoria.com.br/noticias/todas-noticias/39830/expectativas-para-o-mercado-de-leite-em-curto-e-medio-prazos.htm

Voltar