Mais um frigorífico fecha em MT

A Minerva Foods encerrou as atividades na unidade Mirassol D´Oeste (329 quilômetros ao oeste de Cuiabá). Com a suspensão, 701 funcionários foram demitidos. A companhia é a segunda a anunciar a paralisação dos abates e do processamento de carnes bovinas em menos de uma semana no Estado. Na semana passada, foi a JBS Friboi que fechou a unidade de Cuiabá, eliminando 500 empregos diretos.

A Minerva Foods encerrou as atividades na unidade Mirassol D´Oeste (329 quilômetros ao oeste de Cuiabá). Com a suspensão, 701 funcionários foram demitidos. A companhia é a segunda a anunciar a paralisação dos abates e do processamento de carnes bovinas em menos de uma semana no Estado. Na semana passada, foi a JBS Friboi que fechou a unidade de Cuiabá, eliminando 500 empregos diretos.

Conforme nota enviada na última segunda-feira pela Minerva, a decisão de encerrar a operação na cidade representa uma readequação das operações da companhia no Brasil como forma de obter melhorias de eficiência em rendimento, economia de custos por aumento da otimização da capacidade instalada e incremento de rentabilidade por reequilíbrio geográfico de suas operações.

A empresa ressalta, ainda por meio de nota, que estão garantidos todos os direitos trabalhistas dos funcionários da planta que forem desligados e que não deixará nenhuma pendência financeira com os colaboradores, com o Estado e com a cidade de Mirassol D´Oeste. “O encerramento desta operação não acarretará nenhum impacto, pois, neste processo de ajuste operacional, as demandas serão absorvidas por outras unidades”.

CRISE – A JBS Friboi, deixou bem claro que sua decisão deve-se à baixa disponibilidade de matéria-prima – nesse caso bovinos prontos para o abate - em algumas regiões do país, inclusive no Estado, escassez que tem provocado um sistemático aumento da ociosidade na indústria. Mato Grosso detém o maior rebanho de bovinos do Brasil, com cerca de 28,5 milhões de cabeças.

De acordo com o Sindicato das Indústrias de Frigoríficos do Estado de Mato Grosso (Sindifrigo/MT), existem 43 frigoríficos no Estado, mas desse total, 19 já encerraram as atividades nos últimos 24 meses. O prejuízo para a cadeia produtiva da bovinocultura, bem como o impacto econômico das cidades diretamente atingidas ainda não foi contabilizado ou pôde ser mensurado.

Conforme dados apurados pela Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), por meio dos registros feitos pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT), Mato Grosso oferta em 2015 o menor estoque de bovinos machos, com mais de 24 meses, dos últimos nove anos. E é justamente essa, a faixa etária mais demandada pela indústria.

Diário de Cuiabá
Autor: Marianna Peres
http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=474578

Voltar