Boi gordo: pressão de baixa está limitada pela oferta

De um lado, o consumo lento de carne bovina pressiona o mercado e leva as indústrias a ofertarem preços menores que a referência pela arroba do animal terminado.

De um lado, o consumo lento de carne bovina pressiona o mercado e leva as indústrias a ofertarem preços menores que a referência pela arroba do animal terminado.

Do outro, a disponibilidade de animais prontos para o abate está reduzida, o que impede que os preços recuem com intensidade.

O cenário gerou alta da arroba do boi gordo em seis regiões nesta terça-feira, confirmando a dificuldade em adquirir animais nos patamares de preços menores.

A oferta está especialmente curta no Rio Grande do Sul. No último mês houve alta de 6,0% no preço do boi gordo, nas duas praças pesquisadas.

A pressão de baixa está maior em São Paulo, no entanto, há dificuldade em fechar negócios em valores menores do que a referência.

A compra de animais em estados vizinhos, os contratos de parcerias e os abates menores diminuíram a pressão de compra da indústria, o que colabora com esse cenário baixista.

O consumo está em ritmo lento e a sustentação das recentes altas da carne está abalada.

Scot Consultoria
Autor: Maisa Modolo Vicentin
https://www.scotconsultoria.com.br/noticias/todas-noticias/39899/boi-gordo:-pressao-de-baixa-esta-limitada-pela-oferta.htm

Voltar