Vacinação contra a Brucelose é superior a 90% em São Paulo

O estado de São Paulo registrou índice de 91,49%, em um total de 520.834 cabeças de fêmeas bovinas e bubalinas, com idade entre 3 a 8 meses, vacinadas contra a brucelose durante o primeiro semestre de 2015. O índice divulgado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), é positivo e demonstra a conscientização do criador na proteção à sanidade dos seus animais.

O estado de São Paulo registrou índice de 91,49%, em um total de 520.834 cabeças de fêmeas bovinas e bubalinas, com idade entre 3 a 8 meses, vacinadas contra a brucelose durante o primeiro semestre de 2015. O índice divulgado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), é positivo e demonstra a conscientização do criador na proteção à sanidade dos seus animais.

De acordo com Klaus Saldanha Hellwig, médico veterinário da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, responsável pelo Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose, “esse índice representa um acréscimo percentual de 3,3% em relação ao semestre anterior, quando foi registrado 88,14%. Esta é a primeira vez que o estado de São Paulo consolida os dados de vacinação de brucelose com números percentuais acima de 90%, ultrapassando a meta estabelecida para 2015 de atingirmos 91%”.

Para José Eduardo Alves de Lima, diretor do Grupo de Defesa Sanitária Animal, “é importante índices elevados de imunização com utilização de vacina, das fêmeas bovinas e bubalinas da faixa etária de 3 a 8 meses, pois é a arma mais eficaz no combate e erradicação da brucelose, que associada a eliminação de animais com resultados positivos nos testes, poderemos atingir nosso objetivo de ficarmos livres dessa enfermidade. Estamos trabalhando com o objetivo de atingirmos a meta de 100% de fêmeas, compreendidas nesta faixa etária, serem vacinadas contra Brucelose. Para isso temos realizados intensa divulgação da importância dos produtores praticarem efetivamente a vacinação dos seus animais".

Dados do sistema Gedave mostram que 58.229 propriedades tinham em seu rebanho fêmeas bovinas e bubalinas com idade de receber a única dose da vacina contra a brucelose durante o primeiro semestre. Deste total, 82,92% das propriedades cadastradas realizaram a vacinação. Este número também é superior ao do segundo semestre de 2014, quando o índice registrado foi 79,26%, um aumento percentual a superior de 3,73%.

BRUCELOSE - É uma zoonose (doença que acomete os animais e o homem) infecto-contagiosa causada pela bactéria Brucella abortus. Nos bovinos pode causar abortamento; nascimento de bezerros fracos; retenção de placenta; repetição de cio e descargas uterinas com grande eliminação da bactéria, além de inflamação nos testículos. Em São Paulo a vacinação é obrigatória desde 2002.

Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo
Autor: Teresa Paranhos
http://www.agricultura.sp.gov.br/noticias/3452-vacinacao-contra-a-brucelose-e-superior-a-90-em-sao-paulo

Voltar