Governo busca status de livre de aftosa para 2016

O governo brasileiro está trabalhando para que o país inteiro obtenha o status de livre de febre aftosa pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) até maio de 2016, segundo informações divulgadas durante coletiva de imprensa de representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na segunda-feira (27.07).

O governo brasileiro está trabalhando para que o país inteiro obtenha o status de livre de febre aftosa pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) até maio de 2016, segundo informações divulgadas durante coletiva de imprensa de representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na segunda-feira (27.07).

“Estamos trabalhando para que possamos levar o pedido de reconhecimento internacional à OIE até dezembro deste ano”, disse o secretário de Defesa Agropecuária, Décio Coutinho, segundo nota divulgada pelo Mapa.

O Mapa já havia divulgado no início de maio, quando apresentou o Plano de Defesa Agropecuária 2015/2020, que tinha a meta de erradicar a febre aftosa no Brasil ainda neste ano.

De acordo com CarneTec, além do status de livre de febre aftosa, o governo federal também busca o reconhecimento pela OIE de mais 13 estados brasileiros e o Distrito Federal como livres de peste suína clássica. Até maio de 2016, o Mapa espera esse reconhecimento para Sergipe, Bahia, Roraima, Acre, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná, além da capital federal.

O secretário disse ainda que o Mapa está trabalhando para a compartimentalização regional como estratégia contra a gripe aviária. “O Brasil é o primeiro país que propôs esse processo, o que garantirá uma melhor qualidade do rebanho avícola”, disse.

Coutinho falou à imprensa durante coletiva de prestação de contas do Mapa realizada em Brasília. Na coletiva, a ministra Kátia Abreu destacou como principais pontos do trabalho do Mapa: modernização de processos, fortalecimento da defesa agropecuária, implantação de uma lei plurianual agrícola, criação de uma aliança nacional para inovação e pesquisa e ampliação da classe média rural.

Correio do Estado
http://www.correiodoestado.com.br/agronegocios/governo-busca-status-de-livre-de-aftosa-para-2016/253547/

Voltar