Grandes compradores impulsionam recorde das exportações de carne de frango em julho

Os maiores importadores de carne de frango do Brasil impulsionaram as vendas do setor e garantiram o saldo recorde registrado em julho, destaca a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Conforme levantamentos feitos pela associação, dos 20 principais destinos das exportações avícolas, 16 apresentaram crescimento nos volumes embarcados no sétimo mês de 2015, em relação ao mesmo período do ano passado.

Os maiores importadores de carne de frango do Brasil impulsionaram as vendas do setor e garantiram o saldo recorde registrado em julho, destaca a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Conforme levantamentos feitos pela associação, dos 20 principais destinos das exportações avícolas, 16 apresentaram crescimento nos volumes embarcados no sétimo mês de 2015, em relação ao mesmo período do ano passado.

Um dos destaques foi a China. Quarto maior importador, o país asiático apresentou o segundo maior crescimento no mês. Foram 13 mil toneladas (ou 59%) a mais em relação ao saldo de julho do ano passado, atingindo neste ano 35 mil toneladas – maior volume mensal já embarcado para o mercado chinês.

Principal mercado para a carne de frango do Brasil no continente africano, a África do Sul esteve também entre os que apresentaram maior incremento nas compras, com elevação de 89% no mês de julho (ou 12,7 mil toneladas a mais), chegando a 27 mil toneladas no mês.

“Outros grandes mercados, como Rússia, Arábia Saudita, Emirados Árabes, Egito e Coreia do Sul aumentaram suas compras, o que mostra um crescimento generalizado das importações do produto brasileiro. Em praticamente todos os continentes, melhoramos nosso desempenho nas exportações, com ampliação do mix de produtos exportados em alguns destinos”, detalha Ricardo Santin, vice-presidente de aves da ABPA.

Dentre os mercados que registraram retração em julho, Hong Kong - com 18,2 mil toneladas (-34%) – e Venezuela - com 20,4 mil toneladas (-19%) - apresentaram as maiores quedas

“No caso específico de Hong Kong, verificamos uma readequação no fluxo das exportações para o mercado, considerando o forte aumento dos embarques diretos para a China. Já para a Venezuela, embora menor na comparação com 2014, os embarques realizados em julho são superiores ao de junho, o que aponta para um ritmo ascendente no segundo semestre”, detalha Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

No saldo geral, as exportações brasileiras de carne de frango (incluindo cortes, frango inteiro, processados, salgados e embutidos), registraram recorde em julho, superando o volume histórico alcançando em junho. Ao todo, foram exportadas 447,2 mil toneladas de carne de frango durante o sétimo mês deste ano, resultado 13% superior em relação ao mês anterior e 17,2% maior que o total obtido em julho de 2014.

Em receita em reais, outro recorde histórico: os embarques de julho geraram R$ 2,48 bilhões, desempenho 42,3% superior ao registrado no mesmo mês de 2014. Na receita cambial, o saldo foi de US$ 772 milhões, desempenho 1,7% inferior ao obtido no mesmo período comparativo.

No acumulado do ano, as exportações totalizaram 2,437 milhões de toneladas, saldo 4,53% superior ao registrado nos sete primeiros meses de 2014. Na receita em reais, o saldo é positivo 22,1%, chegando a R$ 12,7 bilhões. Em dólares, houve redução de 8%, com US$ 4,199 bilhões.

No desempenho por produto, os cortes seguem como carro-chefe das exportações, com 1,43 milhão de toneladas entre janeiro e julho, desempenho 15,7% superior ao registrado no mesmo período de 2014. Em segundo lugar, os embarques de frango inteiro retraíram 7,6%, com 777,7 mil toneladas. Na terceira posição, as exportações de carnes salgadas totalizaram 97,4 mil toneladas (-6,5%). De industrializados, foram embarcadas 88,6 mil toneladas (-4,6%) e de embutidos, 45,2 mil toneladas (-22,6%).

O Oriente Médio segue como principal destino dos embarques brasileiros de carne de frango, com 884,7 mil toneladas exportadas entre janeiro e julho, volume 10,6% superior ao saldo registrado nos sete primeiros meses de 2014. Já para a Ásia foram embarcadas 707,5 mil toneladas (+5%). No terceiro posto, a África foi destino de 309,8 mil toneladas (+7,4%). A União Europeia, em quarto lugar, importou 224,8 mil toneladas (-6,5%). Os países das Américas, da Europa Extra-União Europeia e da Oceania completam a lista com, respectivamente, 183,4 mil toneladas (-15,1%), 80,5 mil toneladas (+49,4%) e 1,4 mil toneladas (+27,3%).

Agrolink com informações de assessoria
http://agrolink.com.br/saudeanimal/noticia/grandes-compradores-impulsionam-recorde-das-exportacoes-de-carne-de-frango-em-julho_222052.html

Voltar