Frigoríficos testam o mercado, mas oferta de boiadas continua curta

Apesar de a oferta de boiadas não estar abundante na maior parte das regiões, houve desvalorizações em cinco praças. Por outro lado, em outras quatro as cotações subiram.

Apesar de a oferta de boiadas não estar abundante na maior parte das regiões, houve desvalorizações em cinco praças. Por outro lado, em outras quatro as cotações subiram.

Isso mostra que o cenário não está bem definido. A oferta de boiadas, de maneira geral, está curta, mas as indústrias já trabalham menos agressivas nas compras, uma vez que o período de início de mês já passou.

Em São Paulo o cenário de escalas está bem heterogêneo. Houve queda em Araçatuba, com a arroba negociada em R$142,00/@, à vista.

No Rio Grande do Sul, a oferta de boiadas terminadas em pastagens de inverno mantém o mercado pressionado negativamente. O preço de referência do boi gordo cedeu em Pelotas e está em R$5,05/kg, à vista.

No mercado atacadista de carne com osso, as cotações estão estáveis e os estoques estão curtos, o que limita pressão de baixa maior pelos frigoríficos.

Scot Consultoria
Autor: Hyberville Neto
https://www.scotconsultoria.com.br/noticias/todas-noticias/40308/frigorificos-testam-o-mercado-mas-oferta-de-boiadas-continua-curta.htm

Voltar