MS: Segunda etapa de vacinação de rebanho contra a aftosa iniciou nesta terça-feira

Mato Grosso do Sul mantém há quatro anos o status de zona livre de febre aftosa

A segunda etapa de vacinação do rebanho bovino e bubalino contra a febre aftosa e fêmeas de três a oito meses contra a brucelose em Mato Grosso do Sul teve início nesta terça-feira (13). A data segue o calendário de vacinação elaborado pela Agência Estadual de Defesa Animal e Vegetal (Iagro).

Nesta etapa, que vai até o dia 27 de novembro, os animais devem receber a dose da vacina na região de fronteira (antiga ZAV) que, a partir deste ano, só precisarão vacinar os animais de até 24 meses. A data limite para a realização do registro dessa vacinação será até o dia 14 de dezembro.

A mudança aconteceu através de um pedido da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) ao Iagro, que ao apresentar os relatórios do Estado ao MAPA, recebeu daquele Ministério a liberação da obrigatoriedade da vacinação em todo o rebanho, como acontecia há oito anos.

Para a região do planalto, que também só vacinará os animais de até 24 meses, o período é de 03 de novembro a 07 de dezembro para aplicação e até 18 de dezembro para registro.

Os criadores da região do pantanal que optaram pela vacinação somente nesta segunda etapa, devem vacinar o gado de mamando a caducando e registrar, no mesmo período determinado para a região do planalto.

O registro da vacinação deve ser realizado diretamente pelo produtor, via web, no site http://www2.iagro.ms.gov.br/ ou em casos específicos, e a critério da IAGRO, em seus escritórios locais.
Lançar mão de uma ferramenta de defesa tão importante, mesmo que parcialmente é uma conquista que só foi possível, segundo o Diretor Presidente da Agência Estadual de Defesa Animal e Vegetal (Iagro), Luciano Chiochetta, graças à sensibilidade dos pecuaristas que cientes da importância da vacinação, cumpriram com suas obrigações.

Buscando manter a eficiência do sistema de defesa animal do Estado o Governo se utiliza da fiscalização móvel, postos fixos, ações de vigilância nas propriedades, cadastro georreferenciado de todas as propriedades de fronteira e intensa fiscalização durante o período de aplicação da vacina.

Mato Grosso do Sul mantém há quatro anos o status de zona livre de febre aftosa com vacinação, sem nenhum incidente registrado, desde então.

Região de fronteira:

13/10/2015 à 27/11/2015 para vacinação

13/10/2015 à 14/12/2015 para registro

Região de Planalto:
03/11/2015 à 07/12/2015 para vacinação

03/11/2015 à 18/12/2015 para registro

Região do Pantanal – produtores optantes pelo mês de novembro – Rebanho todo
03/11/2015 à 20/12/2015 para vacinação

03/11/2015 à 30/12/2015 para registro

Correio do Estado
http://www.correiodoestado.com.br/agronegocios/segunda-etapa-de-vacinacao-de-rebanho-contra-a-aftosa-inicia-hoje/260249/

Voltar