Mercado do boi gordo em alta

A demanda não evolui e mesmo assim os frigoríficos seguem aumentando as ofertas de compra. Além da oferta restrita de boiadas desde o começo do ano, é esperado que parte dos pecuaristas saiam dos negócios nos próximos dias em função do Carnaval. Isso faz com que os compradores “corram” para melhorar suas escalas, aumentando a pressão de compra.



A demanda não evolui e mesmo assim os frigoríficos seguem aumentando as ofertas de compra. Além da oferta restrita de boiadas desde o começo do ano, é esperado que parte dos pecuaristas saiam dos negócios nos próximos dias em função do Carnaval. Isso faz com que os compradores “corram” para melhorar suas escalas, aumentando a pressão de compra.

Negócios acima da referência são comuns em praticamente todo país. O momento é bom para quem tem animais terminados. No Oeste do Maranhão houve ofertas de compra, pontuais, acima de R$150,00@, à vista (2/2).

Existe indústria de São Paulo trabalhando com boiadas a termo, cenário pouco comum neste período do ano. Com isso, diminui a necessidade de compra boiadas da planta e permite ofertar menos pela arroba. Há também quem compre somente em outros estados. Portanto, fica claro que não há espaço para compras abaixo da referência.

O mais comum no estado foram compradores pagando entre R$152,00 e R$153,00/@, à vista, segundo levantamento da Scot Consultoria.

Scot Consultoria
https://www.scotconsultoria.com.br/noticias/todas-noticias/42144/mercado-do-boi-gordo-em-alta.htm

Voltar