Preço pago pelo quilo do suíno permanece em R$ 3,14

A pesquisa semanal da cotação do suíno, milho e farelo de soja no Rio Grande do Sul apontou estabilidade no preço pago pelo quilo do suíno vivo ao produtor independente no Estado gaúcho, ficando em R$ 3,14. O cálculo foi realizado na segunda-feira (15.02)



A pesquisa semanal da cotação do suíno, milho e farelo de soja no Rio Grande do Sul apontou estabilidade no preço pago pelo quilo do suíno vivo ao produtor independente no Estado gaúcho, ficando em R$ 3,14. O cálculo foi realizado na segunda-feira (15.02)

O valor da saca de 60 quilos do milho subiu para R$ 38,60 (anterior R$ 36,50) e o farelo de soja baixou para R$ 1.225,00 no pagamento à vista (anterior R$ 1.255,00) e para R$ 1.240,00 no pagamento com 30 dias de prazo (anterior R$ 1.270,00).

Agroindústrias e cooperativas

O preço médio do suíno agroindustrial (integrado) baixou para R$ 2,89 (anterior R$ 2,91). As agroindústrias e cooperativas apresentaram as seguintes cotações: Cotrel R$ 2,90; Cosuel/Dália Alimentos R$ 2,87; Cotrijuí R$ 3,00; Cooperativa Languiru R$ 2,90; Cooperativa Majestade R$ 2,80; Ouro do Sul R$ 3,30; Alibem R$ 2,80; BRF R$ 2,80; JBS R$ 2,80; e Pamplona R$ 2,80.

Agrolink com informações de assessoria
http://agrolink.com.br/saudeanimal/noticia/preco-pago-pelo-quilo-do-suino-permanece-em-r--3-14_347059.html

Voltar