Recordista Girolando ½ sangue produz mais de 21 toneladas de leite em uma lactação

A recordista mundial em torneio leiteiro Girolando ½ sangue, Quelinha Everett FIV 2B, continua mostrando a força da sua genética em sua alta capacidade produtiva. Essa joia da raça Girolando, que pertence aos criadores José Afonso Bicalho (Gir Leiteiro e Girolando 2B) e Alexandre Lopes Lacerda (Fazenda Miraí), havia conquistado, no ano passado, o torneio leiteiro de Pompeu (MG) com mais de 98 kg/leite/dia. Dessa vez, ela acaba de superar a produção de 21 toneladas de leite em 358 dias de lactação, com média diária de 58,764 kg, registrados no controle leiteiro oficial da raça, no último dia 05 de abril. Quelinha é filha do touro Everett da Bateria de leite da CRI Genética.

A recordista mundial em torneio leiteiro Girolando ½ sangue, Quelinha Everett FIV 2B, continua mostrando a força da sua genética em sua alta capacidade produtiva. Essa joia da raça Girolando, que pertence aos criadores José Afonso Bicalho (Gir Leiteiro e Girolando 2B) e Alexandre Lopes Lacerda (Fazenda Miraí), havia conquistado, no ano passado, o torneio leiteiro de Pompeu (MG) com mais de 98 kg/leite/dia. Dessa vez, ela acaba de superar a produção de 21 toneladas de leite em 358 dias de lactação, com média diária de 58,764 kg, registrados no controle leiteiro oficial da raça, no último dia 05 de abril. Quelinha é filha do touro Everett da Bateria de leite da CRI Genética.

De acordo com o gestor do criatório Gir Leiteiro e Girolando 2B, Adriano Bicalho, o expressivo resultado confirma a qualidade da matriz que apresenta alta produção em torneio e continua produzindo bem. “Além de ser recordista mundial, foi grande campeã e melhor úbere, mostrando que estava muito bem preparada para alcançar esse resultado.”

Alta produção de leite

Bicalho destaca que a escolha pelo touro Everett da CRI ocorreu devido a sua produção. “Um touro que dá animais de pelagem preta como a Quelinha, com úbere de excelente qualidade”, afirmou.

O supervisor de vendas da CRI Genética para ES, MG e RJ, Oswaldo Lopes, destacou a qualidade dos pais da doadora. “Os criadores uniram um touro de extrema força leiteira (Everett) com outro que se destaca por ser um dos produtores de mais leite na raça Gir Leiteiro (Benfeitor); o resultado certamente é a produção de animais superiores como a Quelinha”, analisou.

Já o gerente de produto leite da CRI Genética, Bruno Scarpa, lembrou que o touro Everett foi um dos touros que mais vendeu sêmen da CRI Brasil. “Um animal que apresenta um perfil para produzir vacas de grandes produções e muito saudáveis”, afirmou.

Três gerações de matrizes de destaque

Adriano Bicalho destacou também o trabalho de seleção do criatório, visto que na linhagem materna, Quelinha traz duas gerações provadas. “Para conseguirmos um Girolando ½ sangue de alto nível, realizamos seleções com animais de ponta do nosso plantel. A mãe dela, Mágica, tem lactação superior a 10 mil kg e já foi reservada grande campeã de torneio leiteiro. A avó, Fada, é mãe de touro pré-classificado para o teste de progênie Embrapa/ABCGIL. Portanto, trata-se de um pedigree de muita consistência, que representa o trabalho de melhoramento genético desenvolvido pelo criatório Gir Leiteiro e Girolando 2B”, afirmou.

Data de Publicação: 13/04/2016 às 12:45hs
Fonte: Berrante Comunicação
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/recordista-girolando--sangue-produz-mais-de-21-toneladas-de-leite-em-uma-lactacao-142889

Voltar