Boi/Cepea: investimentos na pecuária podem ser menores neste ano

Operadores do mercado pecuário têm mostrado pouco ânimo para efetuar novos negócios em todos os segmentos da cadeia. Com o fim do período das águas, é hora de suplementar/confinar os animais ou vender parte do plantel para que não perca peso.



Operadores do mercado pecuário têm mostrado pouco ânimo para efetuar novos negócios em todos os segmentos da cadeia. Com o fim do período das águas, é hora de suplementar/confinar os animais ou vender parte do plantel para que não perca peso.

O posicionamento do pecuarista de engorda/confinador gera mais dúvidas quanto à oferta de animais para abate no curto e médio prazos. Nesse contexto, na BM&FBovespa, os contratos futuros têm oscilado com força nos últimos dias, mas todos operam acima dos valores verificados no físico nacional. No estado de São Paulo, entre 4 e 11 de maio, o Indicador do boi gordo ESALQ/BM&FBovespa ficou praticamente estável, a R$ 154,54 nessa quarta-feira, 11.

Segundo pesquisadores do Cepea, a oferta de animais tem estado bastante regulada, o que impede mudanças significativas nos valores negociados.

Cepea/Esalq
http://cepea.esalq.usp.br/imprensa/?page=340&id=7280

Voltar