Suínos/Cepea: valores reagem em muitas praças

Depois de cinco semanas em queda, as cotações da carne e do animal vivo voltaram a reagir em praticamente todas as regiões acompanhadas pelo Cepea. Para a carne, o início de mês e o clima mais frio impulsionaram as vendas da carcaça nos mercados atacadistas, elevando os valores do produto. O aumento na demanda pela carne, por sua vez, enxugou os estoques de frigoríficos.



Depois de cinco semanas em queda, as cotações da carne e do animal vivo voltaram a reagir em praticamente todas as regiões acompanhadas pelo Cepea. Para a carne, o início de mês e o clima mais frio impulsionaram as vendas da carcaça nos mercados atacadistas, elevando os valores do produto. O aumento na demanda pela carne, por sua vez, enxugou os estoques de frigoríficos.

Com isso, pesquisadores do Cepea indicam que esses agentes elevaram as compras de animais vivos nesta semana, resultando em alta de preços também neste segmento. No mercado atacadista da Grande São Paulo, o lombo e a paleta desossada foram os cortes que mais se valorizaram neste mês.

Cepea/Esalq
http://cepea.esalq.usp.br/imprensa/?page=340&id=7281

Voltar