Vacas com genética CRI se destacam nos concursos leiteiros do Sul do Brasil

Vacas holandesas com Genética CRI estão fazendo bonito e alcançando posições de destaque nos concursos leiteiros da região Sul do Brasil. Recentemente, a Holandesa Dalia Propriedade Giliotto levou o título de campeã Vaca Adulta da Expoleite/Fenasul com produção de 65,95 kg de leite; ficou em segundo lugar do Concurso de Sólidos entre os animais holandeses com 7,72 Kg de sólidos em 65,95 kg de leite. Além de ter sido campeã do Torneio Leiteiro da 6ª Festleite, que aconteceu em Anta Gorda (RS) no fim de Abril e começo de Maio. Dalia 517 é filha do Touro Máxima e neta do F3.

Vacas holandesas com Genética CRI estão fazendo bonito e alcançando posições de destaque nos concursos leiteiros da região Sul do Brasil. Recentemente, a Holandesa Dalia Propriedade Giliotto levou o título de campeã Vaca Adulta da Expoleite/Fenasul com produção de 65,95 kg de leite; ficou em segundo lugar do Concurso de Sólidos entre os animais holandeses com 7,72 Kg de sólidos em 65,95 kg de leite. Além de ter sido campeã do Torneio Leiteiro da 6ª Festleite, que aconteceu em Anta Gorda (RS) no fim de Abril e começo de Maio. Dalia 517 é filha do Touro Máxima e neta do F3.

Outra jovem promessa que também vem se destacando é a CR Judd 1352 Super C.S.P. A filha do touro Super da bateria CRI, foi a campeã Vaca Jovem da Expoleite/Fenasul com produção de 60,45 kg de leite, em sua primeira participação em torneio leiteiro. A vaca da Cabanha Rottili Rodrigues também levou o primeiro lugar na categoria Vaca Jovem do Concurso de Sólidos com 7,74 kg de sólidos em 60,45kg de leite.

Seguindo com os resultados positivos, o torneio leiteiro da 21ª edição da Fenasoja que aconteceu em Santa Rosa (RS) premiou as vacas da raça Holandesa CR Marion 1153 Shampoo CSP e CR Bond 1238 Lazarith CSP, com produção de 64,480 kg de leite e 59,530 kg, respectivamente. Ambas carregam material genético da CRI : a campeã é filha do Pine-Tree Martha Shampoo-ET e a vice tem como pai CO-OP Shottle Lazarith-ET. Elas também são do criador Sérgio Rodrigues da Cabanha Rottilli Rodrigues.

O supervisor regional da CRI Genética, Ricardo Oliveira, destaca que os bons resultados são consequência da orientação dos profissionais da CRI Genética junto aos clientes, dentro de um trabalho conjunto para o objetivo comum de aprimorar a produção de seus criatórios. “O trabalho de seleção realizado pela CRI Genética focado em MLV e ICC é o que traz melhor resultado para o produtor, traduzindo em uma produção de qualidade diferente de uma seleção voltada exclusivamente para tipo”, afirmou.

Melhoria Genética

De acordo com Guilherme Giliotto, administrador da Cabanha Giliotto, a parceria com a CRI Genética tem sido positiva, uma vez que a melhora da produção dos animais passa pela melhoria da genética aliada ao manejo na alimentação. “Trabalhamos com animais de produção há mais de 30 anos, e conseguimos alguns destaques devido a essa dedicação”, afirmou. Além do Sucesso com a Dalia Propriedade Giliotto 517, a Cabanha Giliotto também ficou em primeiro lugar no concurso de sólidos com uma filha de Pilot, Dália Propriedade Giliotto 567, que produziu 8,85 kg de sólidos em 64,51 kg de leite.

A combinação de genética e alimentação também foi a razão de sucesso da CR Judd 1352, de propriedade da Cabanha Rottili Rodrigues. De acordo com o criador Sergio Rodrigues, a vitória foi uma surpresa, uma vez que a vaca estava com 20 dias de pós-parto e participou pela primeira vez de uma feira. Inicialmente a ideia era preparar a CR Judd 1352 para a Expointer, que acontece em Agosto, e já nessa primeira participação em torneio, ela levou o prêmio de campeã vaca Jovem.

Valorização da proteína

As vacas que produzem um leite com maior quantidade de gordura e proteína, aspectos altamente valorizados pela indústria, foram reconhecidas este ano com a realização do Concurso de Sólidos entre os animais da raça Holandesa e apoio do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados (Sindilat). A disputa, organizada pela Secretaria de Agricultura Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Embrapa e Gadolando, premiou com troféus e dinheiro os três primeiros colocados de cada categoria (Vaca Jovem e Vaca Adulta) em um total de R$ 10 mil.

Data de Publicação: 06/06/2016 às 15:30hs
Fonte: Assessoria de Imprensa – Berrante Comunicação
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/vacas-com-genetica-cri-se-destacam-nos-concursos-leiteiros-do-sul-do-brasil-145162

Voltar