Custo de produção de frangos acumula alta de 19,5% e de suínos sobe 22,6% no ano

Os custos de produção de frangos e suínos acumulam fortes altas neste ano até junho, de 19,54% e 22,65%, sentindo os efeitos do aumento nos custos de nutrição dos animais, informou a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa

Em junho, o ICPFrango, índice de custo de produção de frangos, subiu 2,98% em relação a maio para 242,32 pontos. Nos últimos 12 meses, o índice acumula alta de 34,41%.

Já o ICPSuíno/Embrapa teve alta de 7,38% ante maio, a 253,74 pontos. Em 12 meses, a alta acumulada é de 38,82%.

O aumento dos preços dos insumos que compõem a ração dos animais, como o milho e a soja, é o principal motivador das altas dos custos de produção. Os altos custos somados ao consumo desacelerado de carnes no mercado doméstico já estão levando ao fechamento de frigoríficos neste ano.

“No Paraná, o preço do milho no atacado simplesmente duplicou nos últimos 12 meses. Em Santa Catarina, maior produtor de suínos, este mesmo insumo obteve um aumento de preço na ordem de 88,3%”, disse o analista da área de socioeconomia da Embrapa Ari Jarbas Sandi, em nota.

“Já para o farelo de soja, matéria-prima indispensável na formulação de rações para frangos de corte e suínos, o aumento no período analisado foi de 37,52% no Paraná e de 38,11% em Santa Catarina”, acrescentou.
Data de Publicação: 27/07/2016 às 17:45hs
Fonte: CarneTec Brasil
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/custo-de-producao-de-frangos-acumula-alta-de-195-e-de-suinos-sobe-226-no-ano-147564

Voltar