Cotação do frango vivo segue acima da curva estacional; mas há riscos...

Se tiver por base, exclusivamente, a curva sazonal de preços do produto, alguém menos avisado pode concluir que o desempenho do frango vivo no decorrer de 2016 vem se colocando acima das expectativas

Porque, por exemplo, julho está sendo encerrado com um valor perto de 6% superior ao que seria esperado pelo comportamento sazonal. E, na média dos sete primeiros meses do ano, a remuneração obtida é quase 7% superior. Além disso, em apenas uma ocasião (fevereiro) o preço registrado ficou abaixo do que era aguardado a partir da curva sazonal.

Frente às condições gerais da economia brasileira, o que se pode dizer, somente, é: “menos mal”. Pois nada disso tem valor se levada em conta a elevação dos custos no decorrer do presente exercício.

Infelizmente, porém, não apenas isso. Pois o aparente ganho em relação à curva sazonal vem sendo obtido artificialmente, graças à contenção da produção. Contenção – fique claro - não exatamente porque haja visível redução do consumo, mas porque boa parte do setor perdeu as condições econômicas que possibilitavam manter a normalidade da produção.

Notar, de toda forma, que o índice registrado em julho corrente (preço 12,9% superior à média de 2015) tem valor inferior ao apontado pela curva estacional para o mês de agosto (preço 13,2% superior à média do ano anterior).

Em outras palavras, se no decorrer do próximo mês a cotação do frango vivo continuar inalterada em R$2,95/kg, como ocorre há mais de seis semanas, o resultado de agosto ficará novamente negativo em relação à curva estacional. Como em fevereiro.

Data de Publicação: 29/07/2016 às 11:40hs
Fonte: Avisite
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/cotacao-do-frango-vivo-segue-acima-da-curva-estacional-mas-ha-riscos-147799

Voltar