Horário de verão exige cuidado com o gado, alerta consultor

A entrada do horário de verão, que se inicia em 16 de outubro, pode trazer grandes mudanças para o gado, o que pode acarretar em estresse

De acordo com José Carlos Ribeiro, consultor agropecuário, os bovinos têm hábitos corriqueiros e costumam se alimentar e beber água no mesmo horário.

“É necessário adequar o trato dos animais à mudança de horário. Se o produtor faz a ordenha às 5h no horário tradicional, no horário de verão, para os animais será às 6h. Então ele deve começar a lida às 5h50; depois às 5h40, até chegar às 5h novamente”, destaca o consultor, em entrevista ao portal DBO.

Quando voltar o horário normal (19 de fevereiro de 2017), ele deve voltar gradativamente também. “A ordenha da tarde sempre deve ser feita uma hora depois do horário de costume, para que também não cause estresse ao animal e assim não há alteração na qualidade da produção”, explica Ribeiro.

O estresse do animal pode englobar diversas vertentes além da mudança de horário como evitar utilizar insumos tóxicos aos animais e sempre dar preferência a produtos naturais, deixar a pastagem livre, espaço considerável de acordo com as cabeças do gado. São tópicos simples, mas importantes para alavancar a saúde do animal.
Data de Publicação: 03/10/2016 às 15:45hs
Fonte: Só Notícias/Agronotícias
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/horario-de-verao-exige-cuidado-com-o-gado-alerta-consultor-150408

Voltar