Demanda em baixa faz preços do boi caírem

A crise no pasto pela ausência de chuvas aliada a consumidores um pouco retraídos favoreceu para que o valor oscilasse entre R$ 149,57 a R$ 152,21 por arroba mesmo com o fim da entressafra.

Com uma produção baixa pela falta de chuva no pasto e a demanda fraca por conta da renda menor das famílias com a crise econômica no biênio 2015 e 2016, o preço do boi para o mercado interno tem oscilado pouco neste ano.

Pressionado por dois importantes aspectos econômicos, oferta e demanda, o preço da arroba encerrou a última quarta-feira (9) por R$ 149,57. Para se ter ideia, em 29 de janeiro, esse valor era de R$ 152,21, segundo indicador do Centro de Estudos em Economia Aplicada (Cepea).

Patamar menor

"O mercado acreditava que a arroba fosse chegar até R$ 170. Não atingiu esse patamar por conta da demanda, ruim desde o ano passado. Neste ano, com a demanda fraca e os custos de produção maiores, o preço realmente está represado", analisa o pesquisador de Boi do Cepea, Thiago Bernardino de Carvalho.

O problema na oferta de boi vem ocorrendo desde a safra 2013/2014 pela seca intensa desde então.

"Não choveu e basicamente tem pouca produção. Em 13/14, o bezerro não teve pasto para comer e a qualidade desse animal é ruim. Os animais dessa época não tiveram uma recuperação da massa corporal", destaca Carvalho.

Com valor dos grãos em alta no mercado interno, principalmente do milho, usado para ração animal, o pesquisador do Cepea estima que a produção da carne neste ano teve uma queda que varia entre 15% a 30%.

Demanda maior

Para o final do ano, o cenário é de aumento na demanda com o período festivo. Isso deve trazer uma elevação aos preços, mas mais cautelosa na comparação com o ano passado. "Com a demanda maior por carne, há um aumento do preço no atacado e sobe a margem de comercialização da arroba. No entanto, acreditamos em uma demanda mais tímida do que em anos anteriores", afirma o analista de mercado da Scot Consultoria, Felippe Damasceno.

Em Barretos e Araçatuba, grandes praças de São Paulo, o valor à vista da arroba está em R$ 150. Segundo o analista, houve um crescimento no preço da carne no atacado na última justamente em razão da demanda.

"Esse estoque está enxuto porque parte da indústria está com ociosidade elevada, pulando dias de abate", disse ele. A referência no atacado para o boi casado está em R$ 9,70 por quilo.

Perspectiva para 2017

Apesar do cenário nacional atual, a perspectiva do setor é positiva para 2017, o que reflete o preço médio da arroba no mercado futuro da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) está em R$ 150,55. Para dezembro, é de R$ 152,06 e de R$ 151,89 em janeiro.

"A expectativa é que os preços melhorem. A partir de fevereiro e março, começa a vir a boiada do pasto. O aumento da oferta de boi deve reduzir levemente o preço", projeta Damasceno.

Na avaliação do analista da Consultoria Safras & Mercados, Paulo Molinari, a demanda maior dos consumidores no final deste ano deve absorver preços mais atrativos ao produtor. "Mesmo que ainda em ritmo menor, os consumidores vão consumir mais, o que dá impulso aos preços", disse.

Data de Publicação: 16/11/2016 às 18:30hs
Fonte: DCI
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/demanda-em-baixa-faz-precos-do-boi-cairem-152139

Voltar