Frango, boi e suíno: preços ao produtor nos 11 primeiros meses do ano

Faltando um mês para o encerramento do ano, observa-se que o frango vivo alcança valor médio aparente quase 12% acima do registrado no mesmo período de 2015.

Aparente, explica-se, pois ainda que sua cotação no interior paulista permaneça inalterada há 90 dias (completados ontem), durante todo esse espaço de tempo vêm sendo concretizados no setor negócios a preços inferiores.

De toda forma, o frango continua registrando desempenho melhor que o do suíno, cujos preços, até aqui, raras vezes alcançaram ou superaram os valores registrados em 2015, o que fez com que continuem com valor médio negativo. E não só em relação ao ano passado, mas também a 2014.

No ano, o frango vivo vem superando também o boi em pé, cuja valorização no ano não chega a 5%. superior ao registrado entre janeiro e novembro de 2015. Porém, no biênio e no triênio o avanço maior entre os três animais foi o do boi. E em índices que se encontram bem acima da inflação.

A valorização do frango, no entanto, continua muito aquém da experimentada pelo milho que, a despeito dos recuos mais recentes (só agora, pela primeira vez no ano, é que sua cotação começa a ficar abaixo do R$40,00/saca), ainda permanece 43,79 pontos percentuais à frente.

Notar que, mesmo apresentando valores muitíssimo superiores aos da inflação, a valorização do milho em dois e três anos registra índices muito próximos entre si (+65,56% em dois anos e +67,17% em três anos com, portanto, diferença de apenas 1,61 ponto percentual de um índice para o outro).

Isto significa que praticamente todo o aumento registrado pelo milho esteve concentrado em 2016, o que – para o produtor do frango – neutraliza totalmente o fato de a inflação andar por volta dos 6% ou de o farelo de soja registrar valorização próxima à da ave viva (+11,34%).

Registre-se ainda, como fecho, que a despeito do aumento brutal de custos enfrentado no ano, o frango mantém, em relação ao boi, quase a mesma paridade de preços do ano passado (acréscimo de apenas 1,71 ponto percentual) e índices inferiores aos de 2014 e 2013.

Já em relação ao suíno – que sofreu grande deterioração de preços no corrente exercício – a paridade até aqui é a maior dos últimos quatro anos. Mesmo assim o frango alcança valor que corresponde a três quintos do valor do suíno, índice que cai para pouco mais de um quarto na comparação com o preço do boi.

Data de Publicação: 29/11/2016 às 11:00hs
Fonte: Avisite
http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/frango-boi-e-suino-precos-ao-produtor-nos-11-primeiros-meses-do-ano-152746

Voltar