Temporada de Outono será marcada por recuperação de preços

Depois de ligeira queda, primeiras feiras sinalizam alta nos valores do quilo do terneiro

O início das vendas nas feiras agropecuárias da Temporada de Outono da Pecuária Gaúcha vem sendo promissor. Depois de uma instabilidade causada pelos efeitos da Operação Carne Fraca, deflagrada em março deste ano, as vendas nos primeiros eventos sinalizam uma recuperação nos preços do quilo vivo do terneiro, o que deve se refletir também na venda dos reprodutores durante o tradicional período de comercialização no Rio Grande do Sul.

De acordo com o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Gonçalo Silva, a expectativa sempre foi positiva, especialmente pelo fato de a genética gaúcha estar consolidando a produção do Estado como a melhor carne do país. "Sofremos um forte baque no começo deste ano após a operação Carne Fraca, mas o mercado tratou de se recuperar rapidamente e tivemos já as primeiras feiras com a média de R$ 5,35 o quilo e nestes últimos dias com eventos ultrapassando os R$ 6,00 de média", salienta.

Este cenário também mostra que o setor está de olho no trabalho de ponta desenvolvido pelos criadores gaúchos para ofertar um produto de qualidade ao consumidor final. Silva explica que há um crescimento de procura por animais criados no Rio Grande do Sul por compradores do Brasil Central. "Por exemplo, temos pedido de um cliente de São Paulo que quer comprar 1,8 mil terneiros", ressalta.

A Trajano Silva Remates estará a frente, no dia 12 de maio, do tradicional leilão anual da Cabanha Santo Izidro, que ocorrerá no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e colocará em pista 250 reprodutores das raças Angus e Charolês.

Data de Publicação: 28/04/2017 às 14:20hs
Fonte: Assessoria de Comunicação da Trajano Silva Remates

Voltar