Inédito no ano: abatido fecha abril com ganho sobre 2016

Em sendo verdade que o setor se preparou para enfrentar o menor consumo previsto nos três feriadões do momento – Páscoa, Tiradentes e Dia do Trabalho – o efeito está sendo extremamente positivo. A despeito de, neste mês, o frango abatido registrar o menor preço médio de 2017

O menor preço médio não tem nada de anormal. Faz parte natural da curva sazonal de preço das carnes, aquela que marca os períodos de safra e entressafra. Por isso a tendência (e não só da carne de frango) é de preço declinante até maio, eventualmente até meados de junho.

Mas o fato positivo deste abril é que, pela primeira vez em 2017, o frango abatido obtém um preço médio superior ao de um ano atrás, desempenho não observado nos três primeiros meses do corrente exercício.

Comparativamente ao preço médio alcançado um ano antes, em janeiro houve recuo próximo de 2%, perda que subiu para 8,6% no mês seguinte, fevereiro. Porque, em suma, não se repetiu o bom desempenho do ano passado quando, já no meio do período, o frango abatido atingiu a melhor marca do primeiro semestre de 2016.

No mês passado, março, houve momentos em que o preço de um ano atrás foi superado. Mas isso teve curta duração, menos de duas semanas. Pois, coincidência ou não, nos primeiros dias da segunda quinzena (17 de março) divulgou-se uma tal de Operação Carne Fraca e, com ela, o retrocesso de preços foi fulminante. Resultado final: valor médio quase 2% menor que o de março de 2016.

Em abril corrente o preço do frango abatido acompanhou o momento de melhor comercialização do mês sem, no entanto, conseguir alcançar o pico registrado em 2016. Mas a grande diferença, aqui, é que - ao contrário do ano passado – os valores registrados permaneceram em relativa estabilidade, de certa forma alheios ao menor consumo dos “feriadões”. É o que deve fazer com que o mês seja encerrado com um valor médio em torno de 2% superior ao de abril/16.

Claro, não é um resultado excepcional. Como não repõe nada do que foi perdido em mais de um ano. Mas, consideradas as condições gerais da economia, é desempenho animador. Melhor ainda se levado em conta que esse resultado ocorre em momento de redução de custo.

Por sinal, a atual fase positiva tende a se estender ao mês de maio, no mínimo – o que, se ocorrer, subverte totalmente a tradicional curva sazonal de preços. Ou seja: no decorrer do mês pode haver, senão uma lacuna, alguma redução no abastecimento de frangos. Curiosamente, ainda como efeito da tal Operação Carne Fraca.

Explicando: com o enfoque alarmista dado à sua divulgação, a Operação causou choque enorme em todos os segmentos da produção. A ponto de muitas empresas reduzirem imediatamente seus alojamentos de pintos de um dia. Porque – esse era o temor - a demanda (interna e externa) recuaria drasticamente.

Pois bem: o efeito dessa redução começa a ser sentido a partir de 60 a 70 dias após aquela divulgação. E isso acontece na segunda quinzena de maio próximo, logo após as comemorações do Dia das Mães, esta também uma data em que ocorre alguma ativação na demanda do produto.
Data de Publicação: 02/05/2017 às 17:00hs
Fonte: AviSite

Voltar