Demanda externa aquece venda por bovinos no Rio Grande do Sul

Necessidade de compra, especialmente dos países árabes, deve sustentar preços ao longo deste ano

Com uma forte demanda externa pelo gado brasileiro, os preços na pecuária devem se sustentar ao longo do ano. A expectativa dos vendedores no mercado é de que durante este período de vendas no outono da pecuária do Rio Grande do Sul seja forte a procura por terneiros e novilhos jovens, o que deve aquecer as feiras pelo interior gaúcho e os remates particulares.

Conforme o gerente comercial da Trajano Silva Remates, Décio Lemos, as perspectivas são positivas especialmente para os produtores de terneiros, tendo em vista que os países árabes, por uma necessidade de compra de 400 mil cabeças de gado, vem mantendo uma busca crescente e permanente no Brasil pelos animais para exportação. "Isto sem dúvida vai sustentar o preço principalmente para os terneiros e novilhos jovens. Esta é a melhor hora para quem precisa investir em genética e reprodutores", observa.

Durante a temporada de outono da pecuária gaúcha, o escritório vai promover um dos principais remates do período de vendas. No dia 4 de maio, às 14h, no Parque de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), será realizado o leilão da Cabanha Santo Izidro, que vai ofertar 350 reprodutores de Angus e Charolês.
Data de Publicação: 23/04/2018 às 15:20hs
Fonte: Assessoria de Comunicação da Trajano Silva Remates

Voltar