Exportação de carne bovina cresce 16% no ano

As exportações de carne bovina (in natura e processada) nos cinco primeiros meses do ano somaram 617 mil toneladas, com receita de US$ 2,39 bilhões, alta de 16% em volumes e 13% em valores sobre igual período de 2017, informou nesta segunda-feira (11) a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo)

As exportações de carne bovina (in natura e processada) nos cinco primeiros meses do ano somaram 617 mil toneladas, com receita de US$ 2,39 bilhões, alta de 16% em volumes e 13% em valores sobre igual período de 2017, informou nesta segunda-feira (11) a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo).

Os embarques em maio totalizaram 111,5 mil toneladas, com receita de US$ 462 milhões. Em abril, o total comercializado foi de 85 mil toneladas, segundo a entidade.

Ainda de acordo com a Abrafrigo, a greve dos caminhoneiros teve algum impacto na movimentação da carne bovina no mês passado. “Mas o mais importante é que se esperava o reinício das compras pelo mercado russo, o que acabou não ocorrendo”, destacou a entidade em nota.

Destinos

Os chineses continuam os maiores compradores do produto brasileiro. Nos cinco primeiros meses do ano, importaram 267,7 mil toneladas do País. Outros crescimentos importantes foram do Egito, que já é o segundo maior cliente do Brasil no segmento, além de países da América do Sul, como Chile e Paraguai, por exemplo. Já entre os recuos relevantes estão a Rússia, Irã e Arábia Saudita. Conforme a Abrafrigo, 82 países aumentaram as suas aquisições, enquanto que outros 46 reduziram no período.

Data de Publicação: 15/06/2018 às 16:40hs
Fonte: DCI carne-boi-cna

Voltar