A genética mais disputada do Centro-Oeste entra em oferta no mês de setembro

A qualidade da genética Carpa volta ao tattersal no começo do mês de setembro com novidades. Além dos bezerros comerciais que costumam bater recordes de preços, nessa edição, os reprodutores terão dados de ultrassonografia de carcaça

Conhecida por usar tecnologia na seleção da raça Nelore em larga escala, a Carpa Serrana agora também tem dados de precocidade, qualidade e rendimento de carcaça do rebanho gerados por ultrassonografia. Os diagnósticos, aliados aos índices de avaliação genética, ajudam a definir acasalamentos no rebanho e a orientar os investimentos dos clientes do Leilão Mega Carpa.

Os 200 touros e três mil bezerros de corte vão a pregão no dia 02 setembro, no recinto da Fazenda Cibrapa, em Barra do Garças/MT. Os reprodutores escalados para a oferta seguem com a avaliação genética positiva. “A média dos nossos reprodutores é de TOP 10% no PMGZ, o Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos da ABCZ, e os animais têm as avaliações também da ANCP. Além de números, os touros Carpa apresentam um padrão fenotípico consistente. Eles passam por uma seleção rigorosa de morfologia, seguem com resultados de andrológicos e são entregues ao comprador com todas as garantias de sanidade”, explica o gerente de pecuária da Carpa Serrana, Luís Otávio Pereira Lima.

A novidade da inclusão de dados de diagnóstico por ultrassonografia, com a descrição e o ranqueamento dos reprodutores, já desperta interesse no mercado. Os relatórios vão sustentar mais informações para o catálogo da Carpa. “Essa é uma ferramenta de seleção bem acessível e confiável. A característica de precocidade e as de qualidade de carne são de alta herdabilidade e muito importantes para o pecuarista que tem uma produção de excelência. Essa é a primeira vez em que os touros serão ofertados com esses dados e esperamos que os números ajudem o comprador na escolha dos reprodutores”, diz Lima.

A expectativa de bom desempenho gerada pela descrição de conteúdo dos produtos da Carpa se torna realidade quando o leiloeiro apresenta os lotes de bezerros comerciais do criatório. “Antes de serem ofertados ao mercado, os touros Carpa cumprem uma temporada na reprodução da Cibrapa. Essa é uma forma de testar os animais e comprovar o potencial dos reprodutores melhoradores, bem como de demonstrar a confiança que a Carpa tem na própria genética. Destacamos, ainda, que os bezerros de corte do leilão são filhos dos reprodutores vendidos na edição do ano anterior. Então, a bezerrada de 2018 é produto dos touros comercializados no Mega Carpa de 2017. Ao considerar que as gerações melhoram a cada safra, a oportunidade de avançar com a qualidade genética está estabelecida. Dessa forma, a Carpa cumpre o seu objetivo de criar, recriar e, portanto, produzir touros adaptados ao sistema da pecuária de corte a pasto, em ciclo curto”, diz o gerente da Fazenda Cibrapa, Marcos Junqueira.

O remate é oficializado pela ACNB (Associação de Criadores de Nelore do Brasil) e oferta ao mercado animais PO e comerciais que representam o ápice de um rebanho da raça Nelore, que é selecionado e melhorado há 47 anos.

Data de Publicação: 27/07/2018 às 14:40hs
Fonte: Grupo Publique

Voltar